Pesquisar neste blog

Carregando...

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE NOVA FRIBURGO ADOTA MÉTODO PEDAGÓGICO DESENVOLVIDO NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DO RIO DE JANEIRO

Profissionais da área de educação das secretarias municipais de Nova Friburgo e do Rio de Janeiro se reuniram no teatro do Colégio Anchieta durante dois dias - 15 e 16 de fevereiro -, com o objetivo de apresentar o material pedagógico adotado na capital do Estado e que será utilizado em nosso município. Juntamente com a Ediouro, a secretaria de Educação do Rio doou todo o material pedagógico para o 1º bimestre de 2011, que será utilizado pelos professores e alunos de nossas escolas.
      O encontro foi organizado pelas coordenadoras do Ensino Fundamental, Andrea Moraes (Anos Iniciais) e Marcia Daflon (Anos Finais), de Friburgo. Participaram as coordenadoras Maria de Fátima Cunha e Ana Cristian Veneno, e as educadoras Valeria Querido, Leticia Carvalho Monteiro, Ilca Valeria Santos, Beatriz Santos, Silvia Couto, Ana Paula Lisboa, Maria Lúcia e Simone Fadel, do Rio.
     No segundo dia do evento, o secretário de Educação, Marcelo Verly, agradeceu à secretária de Educação do Rio de Janeiro, Claudia Costin, ao prefeito Eduardo Paes e a toda equipe de Educação pelo apoio oferecido, desde a primeira hora.
      “A presteza de nossos colegas do Rio foi um conforto e propiciou uma parceria que nos levou a conhecer as ações que a prefeitura do Rio vem desenvolvendo para melhorar a qualidade da educação carioca. Assim, pudemos agir rapidamente para alojar as famílias nas escolas ao mesmo tempo em que tratamos de dar um passo importante na melhoria da educação do nosso município. No entanto, ainda vivemos um momento de dor e tristeza, e devemos refletir sobre tudo o que aconteceu. Nossos sentimentos se voltam para aqueles que perdemos - 66 alunos e cinco profissionais -, e para as famílias que estão passando por dificuldades, vivendo em abrigos. O caminho para a reconstrução é longo, estamos dando os primeiros passos. O que significa dizer que estamos caminhando ainda que lenta e cuidadosamente para chegarmos ao fim dessa estrada muito melhores do que estávamos antes desta tragédia”, discursou, na abertura do encontro.
     O secretário informou ainda que foi enviado ao MEC um relatório apontando as principais demandas do município como a reposição de material didático e mobiliário destruídos pela inundação da cidade, e a disseminação do Programa Mais Educação, que até então atendia apenas as 16 escolas que apresentavam o menor IDEB do município, e passa agora a atender a 62 unidades com o apoio do governo federal. Citou também a proposta de construção dos CEIs (Centro de Ensino Integrado), assim como os CIEPs serranos que substituirão as escolas comprometidas e atenderão a um maior número de alunos.
      “Desta forma, hoje somos os precursores no interior do Estado a usar esse importante material pedagógico. Por outro lado, estamos empenhados, com todo o esforço da secretaria, em consolidar parcerias, como a que firmamos com a EMOP (Empresa de Obras Públicas do Rio), entre outras, para a recuperação da estrutura física das nossas unidades. Todos nós sabemos que estes prédios, com raríssimas e honrosas exceções, já não estavam em boas condições ou não eram obras de boa qualidade, muito antes das chuvas. Agora, três dessas creches e escolas foram totalmente destruídas, como a da comunidade Rui Sanglard. Há cinco unidades condenadas pela Defesa Civil e mais 94 afetadas direta ou indiretamente, que estão passando por reforma, limpeza pesada e recuperação mais leve. Diante de tal quadro, nesta última terça-feira decidimos que nenhuma unidade será liberada sem que um rigoroso laudo assegure a integridade física dos funcionários e alunos, assim como uma análise bacteriológica das condições da água a ser usada”, informou.
      Em seguida, o secretário acrescentou mais alguns nomes à lista das unidades liberadas para funcionamento a partir da próxima segunda-feira, 21, lembrando que novas escolas ou creches deverão ser anunciadas a cada dia, à medida que a Defesa Civil for liberando após conferir reformas e limpeza. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário